sexta-feira, 28 de março de 2014

Cannelés au miel

Olá amigos!
Este é um doce típico da região de Boudeaux, embora não conhecido no Brasil, vale a pena experimentar. Ele tem aspecto de um pudim e é muito saboroso. 
É possível fazer cannelé com diferentes aromas, mel é uma delas. 
A única diferença que eu introduzo nesta receita é assar um pouco menos, porque os franceses fazem o Cannelé bem assado chegando a ficar um pouco seco. Bon appetit!

Cannelés au miel


1litro de leite
4 ovos
200g de farinha de trigo
300g de açúcar
100g de farinha de amêndoas
40g de manteiga
2 colheres (sopa) de mel

Preparação:
1- Ferver o leite
2- Retirar do fogo e adicionar os ovos 1 a 1 batendo bem
3- Deixar esfriar e adicionar o açúcar, mexer e levar à ebulição novamente
4- Adicionar o mel e cozinhar mais 1 minuto
5- Deixar esfriar e depois juntar a farinha de trigo e a farinha de amêndoas peneiradas
6- Misturar bem e coar
7- Deixar repousar por 24 horas
8- Untar as forminhas de cannelé, colocar a mistura e assar em forno preaquecido  à 180°C.
9- Retirar do forno e desenforma-las. Deixar esfriar sobre uma grade.


sexta-feira, 21 de março de 2014

Saucisson de Lyon brioché

Olá gente! Na próxima semana apresentarei as novidades da EuroPain 2014. 
Esta semana estamos com este pão maravilhoso da região de Lyon. Vale a pena experimentar, é uma delicia!

Saucisson de Lyon brioché



1 sachet de fermento biológico
300 g de farinha
2 g de sal
5 g de açúcar
1gema de ovo
120 g de manteiga amolecida, não derretida
300 g de linguiça
100 ml de água morna

Preparo:
1- Misture o fermento com a água.
2- Separadamente, misture a farinha, o sal e o açúcar. Faça uma cova no centro e acrescente a gema. Adicione a mistura de fermento. Sove até a massa ficar lisa.
3- Incorpore a manteiga com as mãos e forme uma bola.
4- Coloque em um bowl untado com azeite e faça uma incisão em forma de cruz no topo da bola
5- Cubra com um filme plástico e deixe em local aquecido por aproximadamente, 2 horas, até dobrar de volume e adquirir consistência leve e esponjosa
6- Ponha a linguiça em uma panela grande, de modo que ela fique esticada Cubra com água fria e cozinhe por 45 minutos a 1 hora. Escorra e deixe esfriar e retire a pele cuidadosamente.
7- Unte ligeiramente uma assadeira com manteiga. Ponha a massa sobre ela, polvilhe com farinha e com as mãos estique para que fique no formato da assadeira
8- Coloque a linguiça sem pele e ainda quente no centro. Junte as beiradas da massa com os dedos molhados em água fria.
9- Pincele a massa com creme de leite e faça algumas linhas com as costas de uma faca.
10- Deixe descansar por 20 minutos. Preaqueça o forno a 180°C e asse por 30 minutos aproximadamente.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Compota de Goiaba e Doce de figo em calda

Olá amigos!
Hoje vamos fazer uns doces caseiros que estão novamente na última moda!
Estamos apresentando somente dois tipos de fruta mas usando as mesmas receitas pode-se fazer as frutas de sua preferência.
As compotas acompanhadas de queijo ou creme de leite batido ficam uma delicia!

Compota de Goiaba e Doce de figo em calda



Compota de Goiaba 

500g de goiabas maduras
500g de açúcar
1  xícara de água
Cravos da Índia q/n

Preparo:
1. Escolha goiabas maduras e firmes descasque e tire os pontos escuros, se tiverem. Abra-as ao
meio, retire os caroços e lave-as muito bem.
2. Coloque as goiabas em uma panela, cubra com o açúcar e a água, adicione os cravos.
3. Leve ao fogo brando e deixe ferver até as goiabas ficarem bem macias e formarem uma calda grossa.
Dica: O ideal é dar uma fervura no primeiro dia, deixar em repouso e finalizar no dia seguinte.

Doce de figo em calda 

½  kg de figos verdes sem a pele
½  kg de açúcar
1 xícara de água

Preparo:
1. Corte os cabinhos dos figos faça uma cruz não muito profunda do lado oposto lave bem e coloque os para ferver com água por cerca de 10 min., escorra e deixe esfriar.
2. Coloque dentro de um saco plástico, retire o ar e congele por 24 horas.
3. Descongele em temperatura ambiente e lave-os em água corrente retirando a pele áspera da casca. Cubra com água e ferva novamente
4. Escorra e volte os figos para a panela e junte com o açúcar e a água
5. Deixe ferver até que os figos fiquem macios e a calda densa e brilhante, retire do fogo e deixe esfriar.
Dica: O ideal é dar uma fervura no primeiro dia, deixar em repouso e finalizar no dia seguinte.


sexta-feira, 7 de março de 2014

Coq au Vin

Oi gente! Estou na EuroPain e enquanto preparo as novidades, apresento uma recita da Bourgogne, vamos fazer um prato típico que é muito saboroso! Dê asas à imaginação e crie guarnições deliciosas e depois nos contem!

Coq au Vin 




1 galo de aproximadamente 2,5 kg (pode usar um frango)
4 cebolas cortadas em cubos
4 cenouras cortadas em cubos
1 litros de vinho tinto seco
1 talo de salsão cortado em cubos
1 bouquet  amarrado com um barbante, contendo 1 folha de salsão, 1 dente de alho, 2 folhas de louro, 2 ramos de tomilho e 2 ramos de salsa crespa
1/2 xícara (chá) de óleo vegetal, como o de girassol
1/2 xícara (chá) de conhaque
60 g de farinha de trigo
1 litro de fundo de carne (ou caldo em cubos) diluído em água
200 g de bacon
500 g de champignons Paris, frescos
30 g de manteiga
30 g de açúcar
Sal e pimenta do reino q/n


Preparo:
1. Corte o galo (frango) em pedaços pequenos e deixe marinando por 48 horas.
2. No dia do preparo, separe o galo, o vinho e os legumes. Tempere com sal e pimenta.
3. Em uma caçarola, aqueça 30 ml de óleo e refogue os legumes em fogo baixo. Enquanto isso, em uma frigideira com um pouco de óleo, doure os pedaços de galo de ambos os lados. Quando estiverem dourados, polvilhe com um pouco de farinha. Acrescente uma parte do conhaque, flambe e junte os pedaços dourados com os legumes na caçarola. Cubra com o vinho e o caldo e cozinhe lentamente até ficarem macios).
4. Enquanto cozinha, prepare a guarnição, doure e bacon e reserve.
5. Em uma pequena frigideira, derreta o açúcar com a manteiga e caramelize as cebolas. 
6. Junte o bacon e reserve. Em outra pequena frigideira, doure os champignons com um pouco de manteiga e uma pitada de sal e também reserve.
7. Quando o galo estiver bem macio e o molho bem encorpado, coe o molho para finalizar e retire o bouquet.
8. Em uma caçarola, ferva o molho e acerte o sal e a pimenta. Coloque os pedaços de galo no centro de uma travessa e cubra com o molho e as guarnições. Arranje as batatas cozidas no sal à sua volta e sirva imediatamente.

Postagens populares

Translate